Porto de Le Havre será privatizado – Guia Marítimo

“Nós terminamos as reformas e transferimos nosso pessoal para companhias privadas, então o trabalho está concluído em Le Havre”, definiu o diretor comercial e de marketing da companhia, Hervé Cornède. Ele ainda completou: “Nós vendemos nossos equipamentos, nossos terminais, nossos guindastes. Este será um novo começo”.O executivo comentou que o porto tinha 15 anos de relações sem confrontos com entidades sindicais e que nesse período já havia um início de privatização do complexo. Segundo ele, o porto foi vítima de uma disputa nacional entre a prefeitura de Paris e as uniões sindicais. O maior problema foi o entrave entre os funcionários das docas, já empregados no meio privado, e os motoristas dos guindastes, empregados estatais.
No ano passado, o porto de Le Havre teve aumento de 5% no volume de contêineres, que chegou a 2,4 milhões de Teus (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), fazendo do complexo responsável por dois terços de toda a atividade portuária da França.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR