Polícia prende piratas suspeitos de ataques a embarcações -G1

A Polícia Civil do Pará prendeu uma  quadrilha de piratas suspeita de ter realizado diversos ataques a embarcações em rios nas regiões de Belém, Baixo-Tocantins e ilha do Marajó.

A “Operação Carnapijó II” da Delegacia de Crimes Fluviais prendeu oito pessoas que participariam o grupo, entre elas uma mulher que seria responsável pelo transporte das armas usadas nos assaltos às embarcações.

A quadrilha é investigada por 70% dos ataques fluviais registrados no estado desde o início do ano, dentre eles os recentes o assalto ao barco Soure na baía do Marajó em junho.

Eles também são apontados por envolvimento nos assaltos aos barcos “Príncipe da Paz”, no início de 2011, e “Arca da Aliança de Anajás”, em julho, quando uma estudante foi morta com um tiro.

Dentre os presos nesta sexta-feira, quatro foram em Belém e outros quatro, na cidade de Tucuruí. Um dos presos usava identidade falsa e era procurado há cerca de cinco anos.

Com a quadrilha foram apreendidos R$ 11 mil em dinheiro, diversos telefones celulares, espingarda e dois motores de popa.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR