Taxa de contêineres tem 3ª semana de alta – Guia Marítimo

Uso de navios continua estável.

Os últimos números da SCFI (Shanghai Containerised Freight Índex), fornecidos pela SSE (Shanghai Shipping Exchange), mostram que o preço do frete de Xangai para a Europa chegou a US$ 828 por Teu na última semana. Isso representa $ 5 a mais em relação à semana anterior, enquanto as taxas de transporte de Xangai para o Mediterrâneo saltaram para $ 1,019 por Teu, ou seja, um aumento de $ 53. Nos fretes de Xangai para a costa leste dos EUA, as taxas aumentaram $ 11 na semana anterior, chegando a $ 794 por Teu e os preços para a costa oeste subiram $ 25, totalizando $ 1,565 por Teu.

Segundo a SSE, o aumento do frete da Ásia para a Europa se deve às taxas de uso de navios, que permanecem na marca dos 90%. É a terceira semana consecutiva de aumento nos preços, mas, com $ 828 por Teu, ainda há o que ser recuperado em relação ao início do ano, cujas taxas eram de cerca de $ 1,400.

A Clarkson Securities, agente de derivativos de contêiner, considera o aumento dos preços “melhor do que o esperado”. Mas, ainda assim, afirma que “os carregadores estão incertos da longevidade desse aumento, dado à fragilidade dos princípios fundamentais do mercado”.

A SSE afirma que a alta dos preços no mercado Mediterrâneo, que cobre frete de Xangai para Barcelona, Valência, Gênova e Nápoles, se deu porque a demanda superou a capacidade de oferta. A expectativa da empresa é de que os preços continuem subindo no curto prazo. Ela afirma que os fretes da Ásia com destino aos portos da costa noroeste dos EUA também tiveram falta de capacidade disponível nas últimas semanas. Além disso, os fretes para a costa leste tiveram volumes estáveis, mas também esgotamento de horário para viagens.

Segundo a Clarkson, o aumento do comércio via transpacífico também pode ser devido ao anúncio da Matson de que suspenderia um de seus serviços, o que foi fortemente sentido no mercado.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR