Ritmo do Brasil vai desacelerar – Guia Marítimo

Exportações caem, mas demanda deve continuar boa.
“Não devemos ter uma crise econômica similar a ocorrida em 2008, mas o fato é que o ritmo de crescimento do Brasil vai desacelerar”. A avaliação é do economista Juan Jensen da Tendências Consultoria. De acordo com ele, outro impacto será nos investimentos. “O movimento de aversão ao risco faz com que investimentos desta natureza recuem no mundo todo, inclusive nos países emergentes”, diz.

Por outro lado, ele não acredita que a recessão traga consequências preocupantes ao Brasil. Para o especialista, mesmo com a diminuição das exportações, o País deve continuar com uma boa demanda, mas vale ficar atento à China. “O crescimento na China afetado, reflete no Brasil”, afirma. Jensen explica, ainda, que o crédito também deve recuar o que exclui a possibilidade de o Brasil viver uma “bolha de crédito”. “A variável ainda pode crescer, mas com a alta taxa dos juros o crédito desacelera, o que é bom para trazer a inflação a um teto mais baixo, de cerca de 4,5%”, diz. Segundo o economista, para 2012, a maior preocupação se refere, até o momento, à política fiscal, já que tudo indica que haverá uma expansão para o ano que vem com medidas como o Plano Brasil maior que inclui a desoneração de exportações e financiamento para inovação.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR