Porto de Itajaí cancela contrato feito sem licitação – Diário de Santa Catarina

A superintendência do Porto de Itajaí cancelou o contrato com uma empresa de advocacia que havia sido contratada sem licitação. De acordo com a assessoria jurídica do porto, o escritório teria a responsabilidade por ações tributárias do órgão. A suspensão foi feita por recomendação do Ministério Público de Santa Catarina (MP), que considerou a contratação ilegal.

O MP foi alertado sobre a possível irregularidade por meio do Observatório Social de Itajaí. A superintendência do complexo foi chamada a se explicar, e argumentou que não havia necessidade de licitação por se tratar de um serviço especializado, sem condições iguais de concorrência entre os candidatos. A assessoria jurídica do porto informou que, após a recomendação, optou-se por cancelar o contrato para evitar ser alvo de uma ação civil pública por parte do MP. A assessoria jurídica do complexo assumirá as causas tributárias.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR