Governo estuda documento eletrônico para transporte multimodal

Um grupo de trabalho multidisciplinar coordena as ações voltadas à implantação do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e), aplicável às operações de transporte. O DT-e surgiu no atual governo com a ideia de ser um documento único de transporte, alinhado com o conceito de multimodalidade, que já dispõe do conhecimento de transporte multimodal. O CTM hoje tem pouca aplicabilidade, pois as empresas acabam tendo que emitir outros documentos, como o serviço vinculado multimodal, para cada modal utilizado — rodovias, cabotagem e ferrovias.

Clique aqui e leia a matéria na integra

COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR
COMPARTILHAR 0