Exportação do agronegócio mineiro em agosto é recorde histórico – Estado de Minas

Vendas no acumulado do ano também são as melhores já registradasA exportação de produtos do agronegócio mineiro, em agosto de 2011, gerou uma receita da ordem de US$ 950,7 milhões. O valor foi apurado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e representa um recorde histórico mensal das vendas internacionais do agronegócio de Minas Gerais.
Segundo o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Agricultura de Minas Gerais, João Ricardo Albanez, a cifra alcançada no oitavo mês deste ano foi 17,6% superior ao recorde mensal anterior, de US$ 808 milhões, registrado em outubro de 2010.
Ele explica que o bom resultado das vendas externas de produtos agrícolas e pecuários por Minas Gerais em agosto deve ser atribuído principalmente ao café. “As exportações de café no mês alcançaram US$ 523,1 milhões. Além disso, os embarques de 102,3 mil toneladas e o preço médio de US$ 5,1 mil a tonelada registrados em agosto mostram a boa aceitação do nosso café no exterior”, enfatiza. Outro destaque no mês foi a exportação do açúcar, que movimentou US$ 207,1 milhões.
Avaliação de oito meses – Já as exportações mineiras do agronegócio entre janeiro e agosto de 2011 também bateram recorde. Os embarques para o exterior no oito primeiro meses do ano somaram US$ 5,9 bilhões, cifra 31,9% superior à registrada em idêntico período do ano passado.
Nos oito primeiros meses deste ano, o café produzido em Minas Gerais manteve um excelente desempenho no mercado mundial, com receita de US$ 3,4 bilhões, cifra 52,7% maior que a registrada entre janeiro e agosto de 2010. Por isso, Albanez aponta para a perspectiva, neste ano, de uma receita superior à de 2010 com as vendas externas do café. “A comercialização do produto de Minas no mercado mundial, apenas no acumulado de janeiro a agosto de 2011, já equivale a 82,7% da cifra registrada em todo o ano passado”, ele explica.
Os baixos estoques mundiais de café e a aceitação crescente do produto de Minas Gerais no exterior são comprovados pela alta cotação da café. Entre janeiro e agosto deste ano, a tonelada do produto foi comercializada por US$ 4,5 mil, cotação 68,8% superior em idêntico período de 2010.
Outros produtos de destaque da balança do agronegócio mineiro tiveram crescimento expressivo de receita como consequência da alta cotação. As exportações de açúcar garantiram US$ 688,5 milhões, valor 15,9% maior que o do acumulado de janeiro a agosto de 2010. O grupo soja (grão, farelo e óleo) somou a receita de US$ 496,5 milhões, alta de 57,3%. Além disso, as exportações de couros e peleteria alcançaram US$ 76,3 milhões, cifra 168,6% superior à obtida nos oito primeiros meses do ano passado.
Os dados mostram ainda que aceitação do milho de Minas continua em crescimento no mercado externo. As vendas do grão alcançaram US$ 59,8 milhões, um aumento de 222,5% na comparação com os resultados de idêntico período do ano passado.
Números das exportações do agronegócio em Minas – Janeiro a agosto de 2011:
Vendas totais: US$ 5,9 bilhões (+ 31,9%)
Café: US$ 3,4 bilhões (+52,7%)
Açúcar: US$ 688,4 milhões (+ 15,9%)
Carnes: US$ 536 milhões (+11,4%)
Soja: US$ 496,5 milhões (+57,3%)
Couros: US$ 76,6 milhões (+ 168,6%)
Milho: US$ 59,8 milhões (+222,5%)

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR