China é principal importadora das cooperativas – Guia Marítimo

Exportações registram crescimento de 33,1%.

Nos sete primeiros meses de 2011 (janeiro a julho), a balança comercial das cooperativas brasileiras apresentou saldo positivo de US$ 3,1 bilhões, resultado recorde para o período e que supera em 33,5% o do mesmo período de 2010. A corrente de comércio entre janeiro e julho de 2011 soma ainda o melhor resultado da série, com US$ 3,5 bilhões e expansão de 32,8% em relação aos sete primeiros meses de 2010.

As exportações das cooperativas brasileiras registram crescimento de 33,1% sobre igual período de 2010, alcançando um total de US$ 3,264 bilhões. Considerando a série iniciada em 2005, este foi o maior resultado alcançado. A participação na pauta total das vendas das cooperativas passou de 1,9%, em 2005, para o patamar de 2,3% em 2011.

Em julho, a série acumulada das vendas ao mercado externo de 2011 teve uma novidade e a China (vendas de US$ 361,7 milhões, representando 11,1% do total), ultrapassou a Alemanha (US$ 329,8 milhões, 10,1%) como principal mercado de destino das exportações brasileiras do setor. Ao final de 2010, o país asiático foi também o principal mercado de destino destas vendas. Na sequência, na série acumulada de 2011, estão: Emirados Árabes Unidos (US$ 328,1 milhões, 10%); Estados Unidos (US$ 238,5 milhões, 7,3%); e Países Baixos (US$ 173,9 milhões, 5,3%).

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR