ALL investirá R$ 100 milhões em ferrovias no Rio Grande do Sul – Jornal do Comércio – RS

Os aportes poderão potencializar o transporte de soja e outras commodities a partir da metade Oeste do EstadoA América Latina Logística (ALL) confirmou os planos de investir R$ 100 milhões nos próximos três anos no Rio Grande do Sul para reativar ramais de baixa densidade. Ontem, na reunião-almoço Tá na Mesa, da Federasul, o diretor-superintendente da América Latina Logística (ALL), Eduardo Pelleissone, afirmou que a empresa investirá na reativação de ramais sem uso nas regiões de Santa Rosa, Santana de Livramento e Santo �?ngelo para ampliar suas operações no Estado.
Os aportes poderão potencializar o transporte de soja e outras commodities a partir da metade Oeste do Estado. Hoje, a empresa possui 3,1 mil km de ferrovias no Rio Grande do Sul, com o transporte de 5 milhões de toneladas de carga por ano. Os negócios em território gaúcho respondem por 10% da atividade da empresa.
No Estado, a empresa também negocia com a superintendência do porto de Rio Grande a ampliação da capacidade de recebimento de vagões. Hoje, o porto pode receber, simultaneamente, até 350 vagões, enquanto a ALL avalia a necessidade de elevar este número para 460. “Já estamos em contato com o porto para negociar a reativação de estruturas não utilizadas ou investir, as duas empresas, na montagem de novas estruturas de descarga”, informou.
Atualmente, a capacidade de descarga de Rio Grande é inferior à do porto de São Francisco do Sul (SC), por exemplo. A utilização da capacidade no terminal gaúcho gira entre 75% e 80%, o que, para a ALL, representa um gargalo. Outro entrave que deve ser resolvido, em sua opinião, é o calado do porto, de forma a ampliar o movimento. Pelleissone também falou sobre os investimentos da ALL no transporte de contêineres, após a criação da Brado Logística no ano passado.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR