18 empresas já mostram interesse na ampliação do porto do Pecém – Diário do Nordeste

Dezoito empresas brasileiras demonstraram interesse em participar da licitação das obras da segunda etapa de ampliação do Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante. Todas apresentaram à Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) atestados de visitação recente às instalações e estrutura do terminal, cumprindo mais uma das exigências para participarem do processo licitatório.Prevista para ocorrer em janeiro último, a licitação será aberta, oficialmente, amanhã às 9 horas, na Central de Concorrência da Procuradoria Geral do Estado (PGE). “Recebemos atestados de visitação de 18 empresas, o que não significa que todas irão concorrer, isoladamente, já que o edital permite consórcio de até empresas”, confirmou na tarde de ontem, o titular da Seinfra, Adail Fontenele.
Licitação milionária
Nessa segunda fase de ampliação do Porto serão construídos mais dois berços de atracação com 300 metros de comprimento e retro área de 69 mil metros quadrados; uma nova ponte com 1.500 metros de extensão e 32 metros de largura, além de uma “avenida” sobre a ponte, de 1.100 metros. “Essas obras estão orçadas em R$ 610 milhões”, informou Fontenele.
Segundo o secretário, a licitação irá reunir as três obras em um pacote só. “Quem ganhar leva tudo”, declarou Fontenele, para quem o processo deve ser bastante concorrido, diante do número de empresas que se mostraram interessadas.
Recursos indefinidos
Apesar do grande interesse, os recursos para custear as obras ainda não estão totalmente definidos. Conforme explicou o secretária, parte dos recursos financeiros estão sendo negociados junto à Secretaria Especial dos Portos (Seap). Outro montante, não revelado, será financiada com recursos do Estado.
O Porto do Pecém deverá, até 2014, passar por cinco ampliações, segundo já informou o governador Cid Gomes. O custo total dessa expansão, conforme o chefe do Executivo estadual, será superior a R$ 1,6 bilhão. Esses investimentos visam garantir a infraestrutura do terminal para receber os grandes projetos estruturantes do Estado, como a refinaria, a siderúrgica e Transnordestina.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR