Secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários analisa formato de gestão pública dos portos

Leopoldo Figueiredo

Diogo Piloni afirma que formato atual tem se mostrado ineficiente e discute mudanças em entrevista.

O Ministério da Infraestrutura deve ver os primeiros resultados de seu projeto de privatização dos portos a partir do segundo semestre do próximo ano. No caso de Santos, este é o prazo previsto para a concessão da gestão de serviços do complexo, como a administração do canal de navegação. Já a abertura de capital da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a Autoridade Portuária, pode levar os quatro anos do Governo. A análise é do secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, que coordena essas ações. Com exclusividade a A Tribuna, ele ainda explica os planos do Ministério para o cais santista. Confira os principais trechos da entrevista a seguir.

Clique e leia a matéria na integra

COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR
COMPARTILHAR 0