Fórum discute soluções para desburocratizar a cabotagem e a navegação fluvial no país – Portos e Navios (Centronave citado na matéria)

Buscar soluções para desburocratizar a cabotagem e a navegação por hidrovias no Brasil é a proposta do Fórum de Navegação 2011, que a IBC irá promover em São Paulo, entre os dias 29 e 30 de agosto. Participam entidades do setor, armadores e grandes usuários do modal aquaviário como Braskem, Vale e Raízen. Comparação entre modais, formação profissional, questões tributárias, engenharia de riscos e oportunidades de negócio integram a pauta do Fórum.Na abertura do evento, o diretor executivo do Centronave, Elias Gedeon, fala sobre os desafios na contratação da praticagem no Brasil. O gargalo gerado pela escassez de mão-de-obra qualificada para o segmento também será tema da palestra ministrada pelo vice-presidente executivo do Syndarma, Roberto Galli, e pelo coordenador de gestão portuária do Porto de Vitória, Enildo Moreira Ferreira. O Codesa tem um programa de formação profissional para suprir a demanda de mão-de-obra, e a experiência será relatada na apresentação.
Para falar sobre os desafios para o desenvolvimento do modal aquaviário, a IBC convidou o presidente do conselho de administração da Logz �?? Ports and Logistics Investments, Nelson Carlini, e o diretor-presidente da Companhia Docas de São Sebastião, Casemiro Tércio Carvalho. Ainda sobre o incremento do transporte hidroviário e suas vantagens sobre o modal ferroviário e rodoviário, falará o engenheiro João Gomes Ribeiro Neto, consultor da diretoria de planejamento da Codesp.
ESTUDOS DE CASO
Ponto alto do evento, o painel de estudos de caso mostrará como grandes empresas já utilizam com sucesso o modal hidroviário, reduzindo custos e obtendo vantagens competitivas. A primeira experiência será apresentada pelo gerente de logística da Braskem, Vinicius Patel. Em seguida, o gerente de tráfego hidroviário da Vale, Angelo Maranho, mostrará como a empresa faz uso da hidrovia Paraguai-Paraná. Finalmente dois executivos da Raízen, o gerente de desenvolvimento logístico, Daniel Amorim de Almeida, e o gerente corporativo de logística agrícola, Mario José Cerqueira Jr., mostram como se dá o transporte de cana de açúcar pela hidrovia Tietê-Paraná.
No segundo dia, o Fórum abre espaço para debates sobre a engenharia de riscos, traçando uma comparação entre os diversos modais usados no Brasil, as oportunidades de negócios em cabotagem, além da tributação e burocracia envolvidas no transporte fluvial e de cabotagem. O Fórum se encerra com um workshop sobre o �??�??Green Shipping�??�?? �?? a sustentabilidade no transporte aquaviário.
O Fórum de Navegação 2011 é uma iniciativa da IBC, empresa do mesmo grupo do Lloyd´s List e tem o patrocínio da Mercosul Line. Informações no site www.informagroup.com.br/navegacao ou pelo telefone 11-3017-6808.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR