CSAV pedirá empréstimo de US$ 1,2 bilhões em outubro – Guia Marítimo

A CSAV anunciou que pedirá empréstimo de US$ 1,2 bilhões em outubro, após apresentar queda e entrar no vermelho, no segundo trimestre de 2011. A empresa chilena culpou a baixa nas taxas de frete na maior parte das rotas e a alta no preço do combustível, pela sua perda de US$ 333 milhões no segundo trimestre, frente ao lucro de US$ 69 milhões no ano anterior.

Esse resultado levou o primeiro semestre a registrar US$ 525 milhões contra o lucro de US$ 30,4 milhões no primeiro semestre de 2010. A receita da CSAV nos primeiros seis meses do ano aumentou de US$ 2,48 bilhões para US$ 2,95 bilhões.

A empresa chilena, que prevê uma perda “significaste” nos resultados deste ano, também está em busca de um parceiro estratégico no setor marítimo. A transportadora buscará aprovação de plano de resgate de US$ 1,2 bilhões em um encontro de acionistas, no dia 5 de outubro, em Santiago. Dois grandes shareholders, Quinenco de los Luksic (18%) e Marinsa (20,2%) concordaram em fornecer crédito adicional de US$ 350 milhões até o fim do ano. A Quinenco contribuirá com US$ 1 bilhão em novas acções e a Marinsa comprará outros US$ 100 milhões.

A CSAV tem reduzido seus serviços nos últimos meses para conter as perdas e fechou acordo para compartilhar navios com concorrentes como a suíça Mediterranean Shipping Co. e a francesa CMA CGM. A empresa de navegação reduziu sua frota de fretamento em 100 mil unidades de 20 pés até o fim de agosto, de acordo com a Alphaliner. Ela também recebeu um pacote de resgate de US$ 770 milhões em 2009, de armadores alemães que adquiriram uma participação minoritária na empresa em troca de taxas mais baixas de frete.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR