Brado Logística vai oferecer transporte ferroviário de contêineres – Portos e Navios

Brado Logística firma parceria com o TESC – Terminal Santa Catarina, localizado no Porto de São Francisco do Sul, para viabilizar transporte pela malha ferroviáriaA Brado Logística e o TESC �?? Terminal Santa Catarina uniram forças com objetivo de viabilizar o transporte ferroviário de contêineres dry e reefer para o porto de São Francisco do Sul, o que pode reduzir em até 20% o custo com transporte de cargas em contêineres, comparando com o transporte rodoviário, além de garantir mais segurança. A alternativa também reduz significativamente o número de caminhões na rodovia, contribuindo para a redução das emissões de CO2.
Esta malha ferroviária atenderá, a princípio, os exportadores de Lages (SC), Ponta Grossa (PR), Cambé (PR), Cascavel (PR) e, após 90 dias, Telêmaco Borba (PR). O tempo de deslocamento será de no máximo 96 horas e durante o percurso a composição fará uma pausa para que os contêineres reefers sejam ligados e recuperem o frio.
�??Estamos oferecendo aos exportadores e importadores do interior do Paraná e de Santa Catarina mais um diferencial competitivo, utilizando a intermodalidade para escoar suas cargas via trem para o Porto de São Francisco do Sul. A união do know-how da Brado e do TESC trará benefícios econômicos e sustentáveis tanto para os clientes quanto para o sul do país�?�, declara José Luis Demeterco Neto, presidente da Brado Logística.
�??Com mais essa alternativa de transporte, o Porto de São Francisco do Sul amplia as opções de acesso para as cargas conteinerizadas destinadas a qualquer local do mundo que não querem sofrer com grandes congestionamentos dos Portos Brasileiros e rodoviários. Devido à sua localização, o TESC não é prejudicado pelas variações climáticas, portanto, não há espera para atracação�?�, declara José Eduardo Bechara, diretor superintendente do TESC- Terminal Santa Catarina.
A malha ferroviária existente já opera com granéis e a ideia é incrementar a atividade com o transporte de contêineres, tanto para cargas frigorificadas quanto secas. A operação de embarque e desembarque de contêineres das plataformas será realizada em terminal já existente em São Francisco do Sul, a 6 km do porto.
A previsão de início das operações é neste mês de julho e terá frequência diária, com movimentação de contêineres cheios e vazios.

Compartilhar no facebook
COMPARTILHAR
Compartilhar no google
COMPARTILHAR
Compartilhar no twitter
COMPARTILHAR
Compartilhar no linkedin
COMPARTILHAR