Safra sem problemas para o Porto do Rio Grande – Jonal Agora

Aconteceu na manhã desta quinta-feira, 28, no Centro de Convivência da Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) uma reunião com diversas representatividades para avaliar o plano utilizado no escoamento da safra de grãos do ano de 2011. Na ocasião, Dirceu Lopes comemorou a agilidade do processo e o entrosamento que as instituições tiveram na solução de problemas e na tentativa de organizar esse processo em uma forma sistêmica.

“Por ser uma situação concentrada, ter um período temporal, ele sempre gera uma expectativa. A ideia quando reunirmos é dar uma organicidade a esse processo e essa reunião hoje, é para tirarmos algumas noções daquilo que precisamos melhorar para a safra seguinte”, iniciou o superintendente. Na perspectiva do novo ano, Lopes garante que já estão sendo procurados por produtores e importadores, principalmente, da China. “Por isso, temos que estar permanentemente trabalhando num processo que garanta tranquilidade e segurança”, conclui.

No primeiro semestre desse ano, de janeiro a junho, o Porto do Rio Grande movimentou mais de seis milhões de toneladas de granéis como o farelo de soja, soja em grão e trigo. Até o final do ano, ainda há no Rio Grande do Sul quatro milhões de toneladas de soja para serem escoadas. Os outros dois milhões devem girar no Estado nos meses que antecedem a safra do próximo ano.

No plano que conta com o apoio SUPRG, Bianchini, Bunge, CCGL, Polícias Rodoviárias Federal e Estadual, Polícias Federal e Civil, Brigada Militar, Ecosul, Capitania dos Portos e Praticagem da Barra do Rio Grande. Além de todos os presentes reafirmarem o sucesso do plano e a tranquilidade da safra, muito discutido foi a questão rodoviária. Com o modal rodoviário representando mais da metade da forma como os produtos chegam aos terminais, a situação da BR-392 que está em obras é um dos motivos que mais preocupam os envolvidos.

“Estamos em um momento crítico da duplicação e a nossa ideia é de cada vez mais evitar o cruzamento pela rodovia. Tivemos nessa safra vários problemas com filas em função dos cruzamentos. Dentro do possível estamos tomando as medidas e construindo um trabalho adequado. Conseguimos garantir o escoamento da safra em segurança e esperamos repetir no próximo ano”, afirmou o chefe do posto da Polícia Rodoviária Federal da BR-392, Fabiano Goia. Assim, os órgãos envolvidos no plano deste ano irão a partir de agora, desenvolver por escrito as avaliações e as sugestões para que nas próximas reuniões possam ser tratadas as metas para a safra de 2012.

Segundo a avaliação de Dirceu Lopes, esta ação foi altamente positiva na medida em que trouxe para a mesa todos os entes que devem trabalhar em sinergia para o escoamento da safra em Rio Grande. “Vamos recolher as contribuições e realizar a apresentação de um pré-projeto para outubro que vai levar em conta desde o produtor até a saída do navio pela Barra”, encerra Lopes.

COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR 0
COMPARTILHAR
COMPARTILHAR 0